//
você está lendo...
Fórum Nacional de Ed. Inclusiva

Posicionamento do Fórum Nacional de Educação Inclusiva sobre o Decreto 60.075/14 de São Paulo

Vimos por meio deste divulgar o posicionamento do Fórum Nacional de Educação Inclusiva e demais entidades sobre o Decreto 60.075, de 17 de janeiro de 2014, do estado de São Paulo, que altera a denominação do “Programa Estadual de Atendimento às Pessoas com Deficiência Intelectual”, instituído pelo Decreto nº 58.658, de 4 de dezembro de 2012, estabelece as diretrizes e metas para sua implementação e dá providências correlatas. O referido documento traz em seu Art. 2º, o seguinte teor:

[…]

II – à Secretaria da Educação:

a) ações de curto prazo:
1. definir critérios de elegibilidade dos alunos com Deficiência Intelectual a serem atendidos na rede regular de ensino e nas escolas especiais;

Posicionamento do Fórum Nacional de Educação Inclusiva sobre o trecho do Decreto supracitado:

No dia 17 de janeiro de 2014 o governador de São Paulo, sr. Geraldo Alckmin, assinou o Decreto N. 60.075, que altera a denominação do “Programa Estadual de Atendimento às Pessoas com Deficiência Intelectual”, instituído pelo Decreto nº 58.658, de 4 de dezembro de 2012, com diretriz assertivamente excludente, por criar critérios de elegibilidade para o acesso à educação, contrariando, deste modo, a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, que é norma constitucional, e a Constituição Federal.

Ao definir critérios de elegibilidade, o governador de São Paulo institui oficialmente a triagem de seres humanos, definindo aqueles que podem e aqueles que não podem pertencer à sociedade, o que é discriminação. À parte disso, a educação é direito fundamental, inalienável, sendo que é atribuição do governador efetivar direitos por meio de políticas públicas adequadas; e não fazer o contrário.

As atribuições da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, no âmbito do programa, devem ser cuidadosamente estudadas e analisadas, pois podem, sim, levar a sérias violações de Direitos Humanos, fomentando práticas que, mais adiante, poderão ser comparadas a políticas higienistas.

A elegibilidade para o acesso à educação já é um ato de exclusão educacional e social, pois impede avanços econômicos e sociais, atenta contra o desenvolvimento inclusivo e mantém pessoas com deficiência na pobreza.

Nesse sentido, para que esteja de acordo com o nosso marco legal, a única definição cabível de critérios é aquela que visa assegurar direitos: no caso, garantir o acesso e a permanência na educação em classe comum da escola regular. Dessa forma, sim, a instituição de parceria do setor de Educação com as escolas especiais seria bem vinda e estaria de acordo com o nosso ordenamento jurídico. Infelizmente não é esse o conteúdo do Decreto, haja vista que, no que diz respeito à efetivação do direito à educação, tende a ser um forte instrumento de violação.

Signatários:

  • Fórum Nacional de Educação Inclusiva
  • Rede Inclusiva Direitos Humanos – BR
  • Abraça – Associação Brasileira para Ação por Direitos da Pessoa com Autismo
  • Amankay Instituto de Estudos e Pesquisa
  • Aprendendo Down/ UESC
  • APSDown
  • Assistiva Tecnologia e Educação – Porto Alegre/RS
  • Associação APSDown – Londrina/PR
  • Associação Civil Espaço XXI – Campinas/SP
  • Associação de Pais e Amigos de Pessoas com Síndrome de Down – ASPAD/PE
  • Associação de Sindrome de Down de Ribeirão Preto
  • Associação Nacional de Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência – AMPID
  • Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (ANCED)
  • Associação Pró-inclusão – Porto Alegre/RS
  • Associação Vitória Down
  • Centro de Defesa da Criança e do Adolescente – Bahia
  • Centro de Defesa da Criança e do Adolescente – Ceará
  • Centro de Defesa da Criança e do Adolescente – Dom Luciano
  • Centro de Defesa da Criança e do Adolescente – Maria do Anjos
  • Centro de Defesa da Criança e do Adolescente – Rio de Janeiro
  • Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Rio de Janeiro/RJ
  • CVI – Amazonas
  • CVI – Maringá
  • CVI – Rio de Janeiro
  • CVI – Sao Paulo
  • EXISTIR – Associação Inclusiva de Fortaleza – CE
  • Existir – Associação Inclusiva de Fortaleza (CE)
  • FADA – Família Down e Amigos de Ribeirão Preto
  • Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down – FBASD
  • Grupo Fórum Inclusão
  • Grupo Happy Down
  • Grupo Sindrome de Down
  • Inclusive – Inclusão e Cidadania
  • Instituto Ápice Down – Brasília/DF
  • Instituto Conviver – São Paulo
  • Instituto Conviver – São Paulo/SP
  • Instituto Superação Brasil – ISBRA
  • Movimento Cidade Para Todos
  • Movimento Inclua-se! – São Caetano do Sul/SP
  • Movimento Superação
  • ParaTodos – Rio de Janeiro/RJ
  • RJDown
  • SerDown -Associação Baiana de Síndrome de Down
  • USP Legal – Rede Saci

 

Anúncios

Discussão

Um comentário sobre “Posicionamento do Fórum Nacional de Educação Inclusiva sobre o Decreto 60.075/14 de São Paulo

  1. Onde estão lendo triagem , vejo muito mais do que isto, vejo o DIREITO de muitos pais ou responsáveis poderem sim optar pelo ENSINO em escolas de educação especial como acontece no resto do MUNDO só aqui a vontade de alguns em manter estes cidadãos sem atendimento adequado em muitos casos , fazendo de conta que os atende em classes numerosas e sem a devida capacitação dos profissionais da educação o que ao meu caracteriza negligência .

    Publicado por Maria Denice Toledo Aragao | 30/01/2014, 22:17

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Arquivos

Inclusão é todo dia!

janeiro 2014
S T Q Q S S D
« dez   abr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
%d blogueiros gostam disto: